Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



sábado, 11 de novembro de 2017

Casa... Comida...Roupa Lavada!


OU ISTO... OU AQUILO?

Casa... Comida... Roupa lavada!
Foi assim que ele me disse
Me deixando assustada!
Eu não pretendia
Toda vez que me via
Fazê-lo apaixonar
Mas o destino colocou
Tudo isto no ar!
Agora estou pensando...
O que faço com Fernando?

Fernando é meu namorado
E um homem muito calado
Voado... Acanhado
E' bondoso, carinhoso
Fervoroso, delicado
Dedicado demais
Sem saber o porquè
Eu queria muito mais!

Casa... Comida... Roupa lavada!
Como posso acreditar nesta cantada?
Deixar o certo pelo duvidoso
Ou isto... Ou aquilo?
Com Fernando ou com Murilo?
Fernando é carinhoso
Murilo Atencioso
Fernando é muito sincero
Murilo é um tipo severo
Fernando tem sempre um olhar manhoso
Seu olhar é precioso
Parece se sentir orgulhoso
Murilo um olhar perigoso
Seu olhar é fatal
Me tirando do normal
Desgovernando todo o meu poder mental

Ou isto... Ou aquilo?
Quanta duvida a me sufocar
Não sei mais como governar
Não sei o que pensar
Não sei o que desejar
Não sei com quem falar
Fugir ou enfrentar?
Decidir ou esperar?
Esperar para analisar
O que meu coração
Fará com a minha razão!

Por que a vida, muitas vezes, se divide,
Pendurando decisões no cabide?
Nos transporta para cima de um muro
Pensando que assim não dará um furo?
Isto não é sensato
Isto não é o exato!
Adiar o que a vida me impõe
E' deixar meu tempo lento
Seguido pelo vento!

Casa... Comida... Roupa lavada!
Está mais parecendo uma cilada
Pode ser uma casa grande e bela
Mas a comida quem faz é ela
A roupa quem lava é ela
Isto é estoria de Cinderela
Desejando que sua vida amarela
Se transforme em uma linda Aquarela!

Já tomei uma decisão
Este Murilo, eu não quero não!
Vou seguir a minha razão
Fazendo brilhar meu coração
Tudo que quero já existe
Basta olhar nos olhos de Fernando
Para sentir o quanto estou amando
Quando me olha...
Ele flutua no mundo da lua!
Vai voando... Voando
Em busca de meus lábios
Como se encontrasse um doce mel
Fazendo tudo girar como um carrossel!
Eu tinha simplesmente esquecido
O que a vida desde muito tempo
Tinha me oferecido!

Autora: Aymée Campos Lucas  

2 comentários:

  1. Ahh.. muito bom Aymée
    Puxa, como vc leva jeito pra poesia. E foge do senso comum, é difícil ver poesias que citem nomes de pessoas... você se sai muito bem e me surpreende ^^
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo este estilo eu aprendi escutando musicas de Lorenzo Jovanotti e Gabriel o pensador!
    Jovanoti usa comparar a vida com objetos ou coisas da natureza tendo sempre a satira em meio de tudo isto e Gabriel faz o mesmo! Eu adoro escutar as musicas deles e tem uma musica de Gabriel 2345678 que quando escuto pela estrada eu fico rindo sozinha... Tem uma outra também Bala perdida que é demais e quando um dia desses eu escutei eu pensei:"Quero escrever um pouco neste estilo", rsrsrs E desde entao comecei a criar e surgiu Pegua a Carroça... vamos pra Roça, Ou isto... Ou aquilo e Eu te via... Eu te queria!

    Que bom que voce gostou, eu fico super feliz!

    Sabe eu amanheço querendo escrever, querendo criar e o que vem em minha mente eu quero imediatamente colocar no papel... E assim surge estas maluquices, rsrsrs

    Bjus Rodrigo, sua presença enriquece o meu blog!Obrigada sempre e saiba que estarei sempre aprendendo coisas com suas escritas!

    Olhar, ler, aprender e admirar coisas de outras mentes faz a gente crescer mentalmente!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar... A sua opinião, para mim, é muito gratificante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...