Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



domingo, 7 de maio de 2017

As Cores do Arco-íris... Tem as Cores de Seus Sonhos!

 Mas Isto Existe?

Eu quero brilhar,
mas, olha onde eu vim parar!
Vivo em uma ilha,
com toda a minha família.
A ilha é muito grande e quente,
um lugar com pouca gente.
Na verdade, não tem nada,
se ao menos encontrasse uma fada!

O que eu faço todos os dias,
não me dão tantas alegrias!
Vou sempre pescar com meu pai,
em todo lugar que ele vai...
 Ao longo do mar grande,
onde a onda não cai!

Todo dia ao Por do Sol,
vou à praia fazer caminhada.
Mas, minha mãe me fala assustada:
"Cuidado... Cuidado, Carol,
não ultrapasse o farol!"
  A praia era maravilhosa...
Tinha areia branca, era formosa!
Isto me deixava curiosa! 
 Não tinha medo, sou corajosa.
Minha mãe se preocupava,
mas, quando de longe eu olhava,
Queria ir, eu desejava!
Quando a via,
Queria explorar, é uma mania!

O tempo passava e Carol ainda sonhava...

Com a minha mãe fiquei dengosa,
dando atenção, toda carinhosa! 
Desta maneira, poderia ter uma prosa
e... Um dia, decidida, colhi uma rosa.
Era uma linda flor
e a dediquei com muito amor!
Pedia para ver,
O que, naquela praia, poderia ter.
"Mãe, lá não deve ser perigoso,
parece um lugar tão formoso!
 Talvez tenha flores ou quem sabe até outra rosa!"
Mas, ao contrário, ela ficou foi furiosa!

Naquele momento, meu pai me defendeu:
"Deixa nossa filha ser como eu!
Deixa ela sonhar... Explorar...
E, quem sabe, até navegar!
Ela tem desejos a realizar,
que são iguais ao Arco-íris a brilhar!
Neste Mundo existe mil cores, Maria das Dores!
Ela quer descobrir tudo que Deus lhe deu!
É a sua felicidade, um desejo seu!"
E assim me permitiu
de tanto que meu pai insistiu!


Corria, como uma louca, nada via!
Sorridente corria... corria...
Queria chegar antes que acabasse o dia!
A praia era distante...
Eu parecia um viajante!
 Se localizava depois de uma trilha, 
mais parecia uma outra ilha!
Quando cheguei, pensei:
"Que praia linda!" Depois, Gritei:
"Olá... Olá, estou aqui eu cheguei!"
A praia era vazia, com muita ventania,
Mas a impressão que sentia,
era que não estava sozinha, era sombria!

"Mas o que estou pensando?
O que está me assustando?
Tudo aqui é tão lindo!
Eu deveria estar sorrindo!"
Um mar azul com ondas indo e vindo,
 O vento soprava forte como cantigas,   
as ondas quebrando nas rochas antigas,
só para formar um lodo todo verde, 
junto com algas que sentiam sede!
Elas queriam ficar brincando...
 Ficavam a todo momento provando
o gosto salgado do mar... 
Pareciam ter paladar!


Sentir todo este sal... 
Porque não faz mal?
Saborear esta água o dia inteiro,
não é o mesmo que sentir o cheiro!
Por mais que eu ame o mar,
não consigo imaginar!
E... Os peixes dentro d'água a nadar,
 ficam sem respirar o nosso ar! 

 Cada um de nós tem o seu lugar.
Isto é natureza...
Isto é toda a beleza
deste nosso mundo explorável
que às vezes é inexplicável ou inaceitável!
Mas, porque é aqui, que a minha mãe me cria?
Aqui eu não vejo tanta alegria!
 O que eu mais queria,
era um lugar diferente...
Esta ilha não tem gente!
Vou parar de reclamar.
Estou aqui, então, vou olhar!
Vou apreciar tudo que vejo.
É! Tem tanto tempo que pelejo.

"Que monótono... O mesmo mar,
Eu canso de olhar!
A areia é um pouco diferente...
Ela é mais quente!
A onda é mais forte,
o vento sopra pro norte...
 Para muitos, aqui seria incrível!
Para mim é terrível!
 Tudo se tornou normal...
É quase tudo igual!"

Acho que perdi a paciência...
Vivo em delírios  com a minha consciência.
Eu vou continuar a ver,
Para o meu pai, vou querer descrever!
Vou falar de toda esta beleza
Talvez assim, vai embora esta minha tristeza!
Que raiva, eu não consigo,
a tristeza continua comigo!
Não sei o que falar,
cansei de apreciar este mar!

Se eu fosse um homem, daqui eu escapava,
remava...remava!
Eu quero remar e bem longe explorar.
Quem sabe assim, me levaria a qualquer outro lugar!
Somente uma magia me transformaria,
só ela me faria
viver do modo que espero
neste outro mundo que mais quero!
Melhor é parar de pensar...
Eu vou andar por ai, vou caminhar!

 
"Ai... Ai... Ai!
Olha onde você vai!
Olha onde você pisa, 
isto aqui não é uma brisa!
 Olha onde você chuta, 
quase quebrou minha nuca!"

"Uma garrafa falante... Acho que estou maluca?"

"Não perca tempo, passe a sua mão,
quero sair daqui como um avião!"

"Você está mesmo falando comigo?
Oh Deus, este lugar é mesmo um perigo!" 

"Por favor, não se assuste, isto é a coisa mais normal! 
Eu não sou mau... Eu sou real!
Não perca tempo não,
quero sair daqui para pegar a sua mão!
Vou me apresentar
para você não mais se assustar!
Acredite, você vai ver
quando me conhecer...
Vou te fazer feliz,
Você vai querer até me pedir bis..."

"Eu vou fazer o que me pediu,
mas não me assuste, ouviu?"

"Não tenha medo,
é só passar o dedo!
Eu sou carinhoso, 
sou bondoso
e nem sou horroroso!"

"Ai meu Deus, eu nem quero ver
o que vai acontecer!
Olha, eu já fiz o que você pediu...
Não me apavore, viu?"

"Obrigado por me soltar,
não via a hora de me coçar...
Ali dentro é muito apertado,
não me mexia para nenhum lado!
Fazia séculos que estava ali parado...
Nossa, eu estou encantado!
Este lugar é belo, eu estou admirado!
Escute bem, eu agora vou falar sério,
para acabar com todo este mistério.
Eu sei o que você vem reclamando...
Sei até que vive chorando.
Não se apavore! 
Ore!
Eu sou seu Gênio
e o meu nome é Eugênio!
Estou aqui para te ajudar
não precisa mais chorar!
Acho que foi Ele quem me mandou,
de tanto que você implorou!
Daqui pra frente,
tudo aqui, vai ser diferente!
Vou fazer este povoado
encher de gente!
Vou levantar montes,
vou criar lindas fontes...
Até um Corcovado vai ter,
pode crer!
Lá em cima terá a estátua de Cristo 
do jeito que ninguém tinha visto!
Seus braços estarão abertos,
iluminando todos os homens espertos
para se tornarem cada vez mais certos!
 Do outro lado, 
a gente coloca um monte melado,
dá o nome de Pão de Açúcar pra ficar marcado.
 Vai subir gente até apressado,
vão correr atrás de doce, todo desconfiado!
Os espertos vão ficar embaixo parado
Só pra não ficar suado! 
E você, menina linda, vai ter até namorado
e ele vai ser muito desejado
  Vão brincar no mar e ficarem molhados."

 

"Vou trazer tanta gente, e aqui tudo vai enriquecer...
E você, nunca mais, vai desejar daqui correr!
Todo este  povo vai ser Mineiro
E a cidade vai se chamar Rio de Janeiro!
Quem reclamar
Que trate de mudar!"

"Mas, não era só três pedidos na estória?
Isto que está me falando é uma Glória!"

"Para você, Ele abriu uma exceção,
não queria te deixar na mão!
Se você for embora,
A sua família chora!
Sua mãe é sua protetora e seu pai te adora!
E agora, chegou a hora...
Vamos logo construir esta cidade,
Porque o tempo tem idade!"

Autora: Aymée Campos Lucas