Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Eu Sou Apenas um Cego, e Não Cego!

 E é Assim que eu Enxergo!

Amando, não conseguimos ver erros que muitas vezes são como ervas daninhas que com o tempo, podem destruir qualquer amor, mesmo sendo tão belo de se ter em nosso dia a dia. 

Por isso estou atento às coisas que não me agradam em nosso relacionamento. Eu uso a comunicação para poder reparar erros e nunca esqueço como foi que te conheci... Você me tocou e falou: "Precisa de ajuda?" Momento que tanto esperava, que tanto desejei! 
Eu deixei cair um livro que estava lendo... "É uma vida que te Espero, de um autor italiano" e você apareceu justo naquele momento. Eu não fiz outra coisa que falar incessantemente, para poder te conquistar. Me apresentei sem nenhuma timidez para você. Na verdade eu estava tão agitado e você não percebeu..."Olha me desculpe por este transtorno, não sou um desastrado, nem sei bem o que me aconteceu. Acho que seu cheiro me perturbou... Ele é muito agradável e... Obrigado pela sua ajuda.  Queria saber o seu nome, posso? Eu me chamo Alexandre...
A sua voz me enlouqueceu de desejos, não poderia ignorar e antes que você falasse algo mais, eu já conseguia te ver por inteira diante de mim!
Eu esqueço que o silêncio existe, quando estou com você Virgínia!
Esqueço de ser sempre o correto da história ou uma vítima... Não é porque sou cego, que devo sempre procurar viver sem enxergar....
Eu luto por um ideal... O ideal de não desejar jamais que este amor saia do meu caminho. Nosso amor é tão lindo! Ele é puro.
As minhas mãos são para lhe dar afeto e calor, e fazer sentir-se única em seu dia a dia. São com elas que te afago, ao demonstrar o quanto desejo estar sempre descobrindo o que sente.
São tantos os modos de enxergar. Eu sou apenas um cego feliz, porque enxergo. Nada mais me faz ser diferentes de outros homens. 
Gosto de sentir a pele de minha mulher... Gosto de tocá-la e deixá-la extasiada, gosto de beijá-la, gosto de vê-la sorrindo! Eu sei que sorri quando lhe toco... Eu sei que seus olhos brilham por mim. 
Eu sei de tudo isto, porque vejo! Quando estamos juntos, tudo emana e a minha visão nem parece imaginária!
Eu vejo o seu sorriso e... Seu rosto é da forma que sempre desejei tocar, beijar. Seu corpo suado me fascina... Eu vejo, eu vejo tudo!


Virgínia... Você faz de nosso ambiente, uma criação de pensamentos, me mostrando o cenário que é impossível não ver. 
Hoje, o teu perfume e aquelas rosas brancas em suas mãos, insistiam em perfumar o vento, trazendo seu cheiro para mim... Te via aproximando a cada segundo que caminhava... A minha Virgínia estava tão feliz! O cheiro do vento, me fazia entender que sem este rosto, eu não sei viver!
O nosso ambiente de amor, é formado de desejos onde tudo é positivo, caminhamos no mesmo sentido, é vivo! Tudo é constante, harmônico, por existir em você uma enorme força mental que faz nascer uma única energia. Eu a sinto ao ponto de ver tudo que possa existir em qualquer lugar em que você estiver. Como te amo Virgínia! Seu rosto é tão claro para mim, tao nítido! 
Oh minha linda pérola branca que amo infinitamente...  Você é o amor que nunca desejo perder, você é sublime, é a minha fonte de sentidos, eu perco o respiro ao te tocar e respiro o teu ar! Eu te amo tanto! 
Nós dois somos um só e neste nosso dia tão desejado, tão esperado, todos irão saber que é você que me faz ver!

Autora: Aymée Campos Lucas



12 comentários:

  1. Já disse um Homem sábio: "O pior cego é aquele que não quer ver".
    Tem cego que enxerga longe...
    Abraço, Aymée.

    ResponderExcluir
  2. Surpeendente este tua incursão no mundo dos cegos...
    A falta do sentido da visão pode ser compensada pelo aguçamento da sensibilidade a outros estímulos...
    É isto que parece me dizer este teu ensaio.
    Interessante e bem desenvolvida ideia!
    Abraços, Aymée!

    ResponderExcluir
  3. Olá Aymée, lindo nome!
    Vim lhe agradecer pela sensibilidade e carinho deixado em meu blog.
    Gosto de ler, de comentar e trocar...Mas não estou tendo tempo para nada, pois ando esgotada com minha rotina.
    Preciso de organizar e me policiar, assim me ajudar fazendo coisas que gosto....
    Enquanto isso não ocorre lamento, peço desculpas e sigo. Paciência. O tempo ainda é o senhor de minha cabeça. Preciso dele para não enlouquecer.
    Bjs e fique em paz,
    Andrea

    ResponderExcluir
  4. Aos novos amigos, obrigada pelos comentários. gostei tanto de receber um comentário seu Barcelos e de você também Andréa! Demorou mais veio, e isto é o que importa.

    Eu tenho uma grande admiração por pessoas cegas porque as vejo como um escritor. O escritor fecha os olhos e vê tanta coisas que em sua vida não vê, por não existir. E por isto eu fico imaginando o que será que um cego vê em suas imaginações que na verdade faz parte da vida real dele, rsrs
    Para mim a diferença dos dois é apenas uma: O escritor ao fechar os olhos para imaginar, tem noção do que ver porque seus olhos mostraram um dia tudo que tem neste mundo, mas o cego não! O cego tem de criar o TODO da maneira dele, por nunca ter visto e assim faz como Leonel falou e que eu mostrei no me texto... Ele terá de usar todos os outros sentidos e muitas vezes eles são mais capazes que um ser normal. Tanto que em um trecho Alexandre diz: "E você nem percebeu!" Olha só esta passagem... Ele ficou nervoso, ela não percebeu e ele sendo cego, notou que ela foi indiferente a isto. rsrsrs

    Leonel este texto não é o primeiro que escrevo sobre cegos. Eu tenho um poema que escrevi a tempos atris que se chama: "Tudo de belo!" Pesquisa aí no quadro de pesquisa que você o encontra.
    Algumas vezes quando volto do trabalho, eu encontro dentro do ônibus uma jovem cega que todos os dias pega este ônibus (Acho que ela trabalha e quando entra no ônibus, tem sempre aquele lindo cachorro (de cor caramelo) com ela que a leva direitinho para toda a parte. Eu acho que quando ela desce do ônibus, ela desce sem precisar que o motorista diga a ela que chegou ao lugar destinado. O cachorro sabe, rsrs
    Beijos a todos

    ResponderExcluir
  5. Há o cego que não quer ver e...há o cego por amor, que é uma delícia!
    Beijos
    Graça

    ResponderExcluir
  6. Aymmé amada!
    Vc tem um filhote de 23 anos??? Pensava que era esse pequeno aí em cima...ou é ele mesmo??? Ou tem dois?rsrs De qualquer maneira educar é uma arte diária, constante e que não tem manual de instruções. Vamos errando, aprendendo, acertando daqui e acolá e quando menos percebemos o resultado dessa arte é surpreendente de belo. Quanto à cegueira é assim...vemos o que queremos e enxergamos(somente) quando damos conta de, né não?! E se temos alguém para nos ajudar...melhor ainda.
    Beijuuss n.a. e um fds

    ResponderExcluir
  7. Boa noite minha doce e sensível amiga!
    Vc me deixou tão feliz com sua visita no meu cantinho...me sinto tão feliz quando ganho um amigo,fico igual criança por chocolate...
    Seu blog é muito lindo,guarda grandes tesouros,fotografias que encanta...como vovó vc arraza...és muito linda e uma mulher de remanso...
    Seu texto tem um contexto grandioso de uma mensagem que nos faz enxergar mesmo sendo cegos...
    bjs minha linda mulher!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Aymmé, boa noite!
    Não há, talvez, privilégio maior que o dom da sensibilidade. Tocar, primeiramente, o outro ser, em suas limitações ou grandezas, com o nosso ser aberto, para entendê-lo, e senti-lo. Depois, não é privilégio nem dom menor, transpor isso com exatidão, para uma experiência nossa, como esse texto lindo que você criou a partir de sua experimentação.
    Tocante! Carregas contigo dois privilégios. Dois dons.
    Um abraço carinhoso
    Leo

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto!O amor é transformador.
    Estou no seu rastro,boa semana,bjka

    ResponderExcluir
  10. Regina eu sou vovó sim... Fui obrigada a ser assim ao improviso que cheguei ao ponto de ter vergonha de dizer que seria avó, rsrs Mas depois que Rafaela nasceu, eu fiquei foi deslumbrada e a felicidade não deixava lugar para mais nada entrar. Agora perdi toda a vergonha, rsrsrs

    Severa, Quanto elogio lindo. Eu fico tao satisfeita quando alguém vê este meu lado carinhoso de ser. Estarei sempre em seu blog porque gostei muito do blog, mas principalmente de você. Fiquei admirada com a sua entrevista. Voce é uma grande mulher! Quanta garra, quanto desprendimento, quanta luta!

    Oi Leo, não sei quem é você, não consegui entrar em seu blog para poder te conhecer e te dizer que fiquei muito honrada pelo seu elogio. Voce acertou em algo... Realmente sou muito sensível, e por qualquer coisa, eu me sinto ferida ou sinto dor quando vejo coisas que eu não desejo para mim. Se todos pudessem ser fortes, compreensíveis, realizadores sem que algo de ruim possa surgir, seria tão bom! Mas na vida não é assim, ela surge para que possamos enfrentá-la, como quem vai em uma guerra, e os vitoriosos levam a glória. Só não pode pensar que os vitoriosos serão só os ricos, porque não são. A vitória é muito mais que isto...
    Beijos e apareça sempre. Queria saber se já nos conhecemos, porque eu conheço um Leo, mas o blog dele tem outro nome.

    Oi Emiliana,
    Seja bem vinda!Gostei muito de te ver por aqui.
    Beijo a todos

    ResponderExcluir
  11. Flor ja inicio pedindo desculpas pela ausência. A vida anda me roubando tempo e eu não tenho tido tempo nem ânimo pro blog. E que texto lindo. Quanta sensibilidade. E cmo vc descreveu bem a importancia das sensações que os olhos não podem ver. Eu particularmente vejo mais de olhos fechados kkk' e percebi isso em você tbm. Me corrija se eu estiver errada. E olha que eu enxergo. Para quem não vê, restam todos os outros sentidos que não devem de maneira nenhuma ser desprezado. Tem cegos que veem mais que muita gente. E tem gente que tem cegos os olhos do coração. Que é muito pior. Uma pessoa rude, incapaz de captar sentimentos, e o próprio vento. Eu contudo, prefiro ser assim sensível como sou. Sem me diminuir, ou me prejudicar. Sensível apenas, com os olhos espirituais, e os olhos do coração bem abertos. E os demais sentidos aguçados. Pra não perder nada, nunca.
    Vou para o próximo... Bjo.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar... A sua opinião, para mim, é muito gratificante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...