Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



domingo, 6 de novembro de 2011

Aventura de Louco...Todo Mundo Quer um Pouco! XXVII

Onde Nasce uma Paixão!


E por detrás de uma parede eu comecei a escutá-lo e a cada instante eu ainda chorava, por sentir a mesma emoção que senti quando o vi naquele quarto tão assustado. Eu não esperava me emocionar tanto, mas ouvi-lo falar tudo para a nossa filha, tudo que vivemos demonstrando tanto amor, não tinha como não emocionar.
Quando ele conta, parece que coloca o seu coração na mão para mostrar a Rafaela o quanto é importante amar e ser amado.
O amor vem representando para nós, uma força que aprendemos conhecer juntos, onde nos fez crescer, desenvolver e nos desejarmos tanto!
E quando eu olho o seu rosto, eu me apaixono cada vez mais,  por ver a felicidade em seus olhos.
Viver... Viver a vida de cada um sem medo e querer bem um ao outro! Este é o nosso segredo. Não tem palavras para dizer o quanto eu amo este homem!
 Capitulo 27 - Primeira parte


E assim a estória continua...
 Fecha a Porta Por Favor...
Junto a Você, Quero Falar de Amor!

Hoje, com esta minha deliciosa manhã, senti vontade de retornar ao meu passado... A um passado que transformou a minha vida! Eu nunca conseguiria esquecê-lo e nem o meu grande amor conseguiria, a nossa linda filha Rafaela, não deixa! 
Não, não é somente a nossa filha que não nos deixa esquecer... O passado, quando é vivido com total força, é inesquecível! É como se tivéssemos plantado uma sementinha dentro de nós e esta sementinha como passar do tempo, germina e cresce lá dentro. Cresce, porque a gente estará sempre regando, nutrindo com os nossos pensamentos saudosos ou tristonhos. 
Mesmo se este passado foi de tamanha dor, a gente também continua regando e energizando fazendo tudo germinar outra vez! Dores... Não sei porque as cultivamos? Sabemos que cultivar ervas daninhas dentro de nós, não é nada bom! Mas é assim. É igual como um cultivo em uma terra... Dentro de nós é também assim. Tentamos arrancar, parar de relembrar, mas ela nasce novamente, quanto menos a gente pode esperar ou imaginar. O passado é um presente constante dentro de nós! 
Como é bom quando fazemos presente, algo que um dia nos fez completamente feliz e realizada.
Isto que estou relembrando, aconteceu em minha vida a 5 anos atrás... Eu senti tanta vontade de recordar! Me recordo dos mínimos detalhes e quando revivo este momento em minha mente, eu me sinto a mulher mais feliz deste mundo!
Me lembro que eu tinha acado de chegar de uma viagem longa, deixando para trás um grande amor e ao rever a minha família, que não via por um mês, me fez contente! A saudade que sentia de todos, tinha dominado o meu coração e... Naquele quarto, onde sempre vivi os meus sonhos de um dia ser feliz, havia alguém que eu não esperava encontrar. Desde então, toda a minha vida mudou... Mudou!  Mudou e hoje sou tão feliz!

E foi assim que tudo aconteceu...

Ao aproximar de meu quarto, primeiro preferi encostar o meu rosto na porta, procurando escutar algum som que houvesse ali dentro... Ele estava falando alguma coisa, parecia que estava ensaiando o que dizer para mim quando eu entrasse. Talvez ele tivesse percebido que eu já estava em casa. 
Me abaixei e olhando pela fechadura, pude vê-lo... Estava ali dentro todo ansioso, sacudindo suas mãos, demonstrando agitação pelo o momento que estava para viver e pude perceber que falava sozinho. 
Abri a porta e o olhei sorrindo... A ansiedade tomava conta de mim! Em um momento como este, eu preferiria estar num campo rico de flores, em um jardim imenso onde me sentiria livre para dizer o que estava sentindo. Eu queria pousar em uma flor como uma borboleta, só para acalmar o meu coração... Ele estava tão agitado!


E o meu quarto se tornou um lindo jardim, cheio de flores, rico em sedução!

" Ele? Que surpresa vê-lo aqui em meu quarto! Eu não poderia imaginar em viver este momento! Que engraçado ver ele assim tão agitado. Se ele ao menos soubesse que estou lhe observando... Que vontade de rir, olha como se move! Parece estar preocupado. Estou podendo ver o quanto ele é desengonçado! 
Não parecia ser tímido, sempre me demonstrou o quanto é seguro mas... Pelo o que estou vendo, ele é na verdade um pouco inseguro quando se trata de falar de amor.
Está olhando no espelho pra falar. Na verdade estou me surpreendendo com o que estou vendo... Ele é muito engraçado. Muda as expressões do rosto e cada gesto seu, tenta falar coisas como se estivesse falando comigo:  
"Olívia... Olívia! Olívia, sabe... Eu... 
 Não, assim não vai bem, acho melhor tentar de outro modo:   
Olha aqui, Olívia, Porque você fez aquilo? Eu vim de longe, só para te perguntar isto! 
Ei amigo, vai com calma! Mas o que você está fazendo? Você vem de longe para brigar? Tenta outra coisa, assim você vai parecer ridículo. Vou olhá-la profundamente e falar: 
Poderia ter falado comigo, poderia ter me escutado... Poderia ter vindo até à mim, eu te esperei... Olha só o que você me fez? Perdi o rumo, fiquei sem direção sem você por perto! Sem você, me perdi por completo! Agora eu sei mais do que tudo o que eu quero! Eu quero ser seu homem... Aliás eu já sou o seu homem, e não quero mudar nada disto!" 

Ele vai dizer isto para mim? Eu vou adorar! Quem não gostaria de ser dono de quem ama? Poder dizer: Ele é meu e de mais ninguém! Ele é o meu homem! Ele é só meu! 
E quando abri a porta e o olhei sorrindo toda ansiosa, ele fala tudo diferente...
- Peguei um avião! Foi assim que cheguei aqui primeiro que você! Agora estou olhando para os olhos que eu desejava tanto ver!
Não sei o que fazer, não sei nem o que dizer! Te juro, sou homem mas... Agora ao te olhar, estou imensamente emocionado. Na verdade, eu sou muito desajeitado para estas coisas... Estou nervoso.
Meu coração esta parecendo que quer sair daqui de dentro, só para se juntar ao seu... Quantas saudades eu senti, meu tesão! Não faz mais assim... Eu te quero tanto!

Senti medo que não me esperasse... Por isto vim correndo... 
Eu ali diante dele e ele me olhava com uma enorme expressão de desejo e quando fui me aproximando dele para tocá-lo, a minha mãe nos interrompeu... A porta estava aberta. Com toda a minha emoção não me lembrei de fechá-la e assim quando estava diante de Juliano toda feliz, quase tocando os seus lábios, a minha mãe me entrega um telegrama, dizendo que chegou à dois dias atrás... Me entregou e saiu imediatamente do quarto. 
- É um telegrama de Júnior! 
Falei com um olhar envergonhado. Depois olhei fixo para Juliano e li o que estava escrito. 
Ele respirou forte como se segurasse um respiro que demonstrava ira. Ele não esperava que Júnior ainda me procurasse. Acho que sentia dúvidas do que eu poderia fazer naquele momento... Mas porque sentir dúvidas? Era o momento mais feliz que eu poderia estar vivendo, nada mais me importava. Era o homem da minha vida que estava diante de mim, minha felicidade era imensa! Porque a minha mãe não soube esperar? Quase estragou tudo...O nosso encontro desesperado de amor!
Ele veio de tão longe, tão veloz... Chegou primeiro do que eu! E as flores? Estavam ali em suas mãos, segurava apertado, como se segurasse o meu corpo. Mas o seu sorriso estava desfigurando. 
Continuei olhando, sorrindo para ele e tocando em seus cabelos. Eu respirava forte e meus olhos encheram d'água quando vi novamente o seu sorriso desabrochar naqueles lábios que eu desejava loucamente.
Depois me olhou  e falou todo sedutor:
- Fecha a porta por favor... Junto a você quero falar de amor!
Ao fechar com sete chaves, ele me abraçou com tanta gentileza, como se eu fosse uma porcelana. Tocava em meus cabelos fazendo carinho quando me olhou ao profundo dizendo:
- Eu te amo tanto! 
Amor, te prometo que jamais irei te magoar, jamais irei te abandonar, porque eu quero te amar sem fim! 
Eu sou louco por você... Você me faz feliz! Eu sou um homem que sempre sonhou um dia viver tudo isto e agora... Oh meu Deus, como você é linda Olivia! Que saudades eu sentia deste rosto que não me revela os seus segredos... Mas eu vou conhecer um por um a cada dia, se você deixar!
- Eu perdi a voz... Fala amor, fala mais!

 
 Naquele momento, ao invés de me dar carinho, ele tornou a pegar o telegrama e leu tudo detalhadamente, virgula por virgula, como se estivesse estudando o seu rival... Para ele, Júnior sempre será um rival! 
Depois me olhou e falou decisivo, como se fosse uma cartada final... E quem não deseja isto de um homem que ama? A cartada final! Ele estava me levando às nuvens à muito tempo mas... O seu ciúme não lhe deixava ver o quanto eu nem me importava para aquele telegrama.
- Se você aceitar viver ao meu lado, farei que não se arrependa de sua escolha e que tudo isto que está escrito neste telegrama, jamais tenha importância.  Assim você vai poder me permitir de mostrar quem sou. 
Eu vou te mostrar tudo que sou, só para te fazer feliz! Tesão... O que eu mais quero neste mundo, é te ver feliz! 
Diz que sou eu a sua felicidade, diz! Diz que sou eu quem você ama, diz!
Eu respirava fundo e chorava...
- Está chorando... Porque chorar? Olha para mim... Eu estou aqui! Estou aqui porque era você quem eu procurava como um louco por este mundo afora... A tal alma gêmea, maluca e desfreada que eu jamais vou colocar regras... Te gosto assim como você é!
- Amor, você não imagina o tamanho da minha felicidade. Você é tudo para mim! Eu já estava sofrendo dentro daquele ônibus... Eu te vi, tentei te chamar mas você não escutava. Eu queria descer do ônibus, mas ele estava partindo... Senti vergonha de pedir para frear. Se tivesse pedido, eu poderia te ver mais uma vez... Agora você está aqui do meu lado! O que mais Deus poderia me dar? Eu não preciso de mais nada... Só de seus beijos!
- Mas eu ainda tenho muito o que dizer... 
- Tudo bem, depois você diz... Agora me beija, eu quero!
- Olha como você é.... Parece que não sabe esperar! Parece uma criança que quando vê uma bala, não sabe esperar para abrir no outro dia. Espera, não vou te beijar enquanto não terminar o que tinha a dizer. Mas não se preocupe, falta pouco... Eu também estou louco para te beijar!
Eu só queria te dizer que com tudo isto que falei, resumindo, só existe uma coisa... Eu queria dizer que eu quero ver a minha Olivia crescer profissionalmente ao meu lado, que serei eu a te proteger e serei eu a te ajudar a ser grande... Eu te amo! Quer se casar comigo, meu tesão?
- Não faz assim comigo porque eu sou chorona! Eu quero sim... Sim! Casar com você seria tudo para mim!
Eu estou tão feliz, tão feliz! Você é tudo que eu desejei encontrar um dia e agora não quero te perder. A minha ilha encontrou o meu amor... Eu te darei toda a felicidade que você desejar deste mundo! Seus desejos, se eu puder concretizá-los, lo farei!
Eu amo você Juliano! Meu corpo te deseja mais que tudo, minha alma canta de felicidade! Eu te quis desde o momento em que você me tocou... Naquele momento, você me mostrou que eu não poderia amar mais ninguém! Aquele seu toque de mão, estremeceu todo o meu corpo, tentei sim resistir, mas... Não teria chances de lutar contra mim mesma!
- Eu sabia! Porque você fez tanto drama? Eu sabia! Tudo poderia ter sido tão diferente... Mas tudo bem, deste jeito também está sendo maravilhoso... Oh coisa louca, linda e minha, vem cá!
Neste momento nos beijamos sem fim... O silêncio tomou conto daquele lugar. Vivi em meu quarto o maior de meus sonhos... Ter o meu grande amor perto de mim e ali dentro me tocando, não poderia existir felicidade maior. Era tanto silêncio que lá fora, alguém estranhou quando falou:
- Olívia, está tudo bem aí, minha flor? Vocês querem fazer um lanche? Acho que você deve estar com fome, não? Está, minha linda?
- É a vovó... Ela está vigiando! Tenho certeza que ela não quer coisa errada aqui dentro. Ao menos é isto que ela pensa... Isto que queremos fazer aqui Sr. Juliano, é errado para a minha avó!
Falei sussurrando e sorrindo...
- Não tem problema, eu sei esperar. Eu espero com toda a minha calma e... Respeito sim, a vontade dela. Somente este seu beijo me bastava para me sentir realizado. Eu te amo!
Meus olhos brilhavam sem fim... Respondi a minha avó:
- Está tudo bem vó, a gente já está saindo! Sim que estamos com muita fome! Eu não vejo a hora de merendar.
- Então vou preparar uma bela mesa! 
- Faz isto vó, já estamos indo!
Juliano, por favor... Não me chame de tesão  na frente de minha avó.
- Porque não? Está me pedindo para que eu tenha duas caras? Eu vou te chamar de tesão na frente de todos, sim que vou... Nem que eu tenha que pedir a permissão de sua avó, é assim que vou te chamar!
Falou sorrindo e continuou:
- Te assustei, não? Pode deixar que este será o nosso segredo. Só meu e seu... Perto de todos te chamarei de Olívia! Eu prefiro falar o seu nome, do que usar um outro termo... Olívia, é um belo nome! Eu gosto muito de pronunciá-lo.
- Eu te amo tanto, Juliano, você é a minha vida! Eu tenho certeza que serei completamente feliz do seu lado!
E foi assim que vivemos aquele momento mágico... Eu vivi tudo isto, porque a pessoa que eu amava, me amava mais que tudo! Ele foi corajoso, ele foi audaz e lutou para realizar a sua vontade. A viagem que ele fez para me encontrar, raramente pessoas fariam, mas... O meu Juliano fez!  
O meu grande amor realizou a minha maior fantasia! Como não amar um homem assim! 
E... foi perto de minha família que ele me deu um lindo anel, me pedindo em casamento... Estava todo acanhado! Era para mim, a coisa mais linda de se ver... O seu olhar, o seu sorriso, a sua timidez diante de todos! Tudo isto me cativou muito mais!

Me lembro que, quando estávamos sentados à mesa ao lado de minha avó, ela o olhava com tanta admiração! Acho que, o que eu estava vivendo, era para ela também a coisa mais linda de se viver!
Aquele homem, para a minha avó, se tornou um REI! 
A mesa preparada por ela, tinha de tudo e... Em especial, o bolo de Cornélia. Ah, se Cornélia pudesse ter visto o que eu estava vivendo! Desta vez, ela clamaria à Deus, todas as bençãos que Ele pudesse nos dar!

Atualmente, eu vivo no mesmo sítio onde vivi momentos de minha juventude... Aqueles momentos que jamais serão  esquecidos!
Me casei no mesmo dia em que Letícia se casou. Fizemos uma única cerimonia. Foi uma linda comemoração! Todos reunidos em uma festa de amor, construída por um grupo de pessoas que se uniram para que a cada dia, fizesse brilhar a vida de cada um. 
A nossa Lua de Mel foi tão longe de tudo... Ele me fez uma enorme surpresa. Eu pude conhecer Paris! Foi um sonho meu que ele quis realizar. Ele sabia que depois de tudo, eu começaria a viver o oposto do que sempre vivi! 
Em nossa Lua de Mel, eu vivi dias e dias de amor desejado, amor profundo, amor verdadeiro! Juliano é o meu dengo... A pessoa em que eu sinto um enorme prazer de estar perto! 

 
Tenho tanto para contar...

Agora que se passaram 5 anos, a cada dia que passa, sinto a minha vida florescer.
Depois que me casei, eu aprendi tantas coisas que antes não me sentia capaz. Eu consegui acreditar verdadeiramente em mim. A minha timidez, eu coloquei sentada do meu lado e isto me ajudou a me desenvolver. Têm vezes que ela, a timidez, me olha e sente vontade ainda de operar dentro de mim, mas eu não deixo! Digo sempre que o lugar dela, é sentada ali do meu lado. Desse jeito consigo administrar a minha vida na direção justa. Tudo isto que aprendi, todo este modo de reagir em certas situações, foi Juliano quem me ajudou a ver onde eu errava.
A nossa filha Rafaela, nasceu a mais de dois anos atrás e logo fará 3 anos. Quando me engravidei, Juliano parecia mais uma criança do que um adulto e... Foi naquele momento que eu percebi o quanto um homem se modifica. Toda aquela dureza, tentando disfarçar sentimentos, desapareceu... Não chamaria de enfraquecimento, é somente o amor que o dominava. Um amor que com o passar do tempo, se tornou muito mais forte.
Hoje, Juliano está junto à Rafaela. Os deixei sozinhos, para poder sair para o trabalho. Muitas vezes isto acontece... Os dois juntos é tão lindo de se ver!


Rafaela é o nosso respiro mais forte! Ele é rico de emoção e a nossa união, nos faz respirar juntos no mesmo ritmo por ela! ...Por ela ainda ter 2 anos, não está frequentando uma escola. Decidimos assim e por isso temos uma pessoa que sempre cuida dela... Assim podemos fazer a nossa vida caminhar como desejamos. Com o imprevisto de hoje, ele se ofereceu para me dar uma mão. Juliano é assim... Não me deixa em apuros de maneira alguma.  
Neste momento, tenho certeza que os dois devem estar lá no sítio, andando por toda a parte dos campos. Ele adora mostrar tudo que existe ali para a nossa filha... Ele sempre diz para ela, como se fosse um segredo só dos dois, que tudo isto que está sendo construído, ele faz, por amar muito nós duas e desejar nos dar todo o conforto que merecemos... Parece que ela entende tudo, porque quando fala pequenas frases ela diz: Papai, você é Bobão! E ele pergunta: Porque o papai é bobão, Filha? Ela então, responde: Porque meu papai, gosta da mamãe! Neste momento, ele fala: Claro que gosto... A sua mamãe me deu você de presente! 
E assim, ela gargalha! Acho que ela fala, só para ouvir tudo isto, no final.


Estamos no inverno, e pela manhã o frio é intenso, por haver muita mata em torno do sítio... O sítio agora tem energia... Os homens destas terras: Juliano, Antônio e também Lucas, conseguiram mudar tanta coisa que antes não existia. A energia foi uma delas... A iluminação por toda a região, linhas telefônicas, água corrente... Ah! Esta sim, é a melhor mudança que poderia ter existido! Eu sofria quando tinha que lavar coisas do lado de fora de minha casa. Até pirraça eu fazia. Muitas vezes, isto foi motivo de brigas... Mas nada muito sério, só briguinhas para se esquentar na cama!
Algumas vezes sinto falta daquele passado, que nem luz tinha... Agora tudo está tão moderno, que nem parece que estaríamos em um sitio, se não fosse os animais que tem por toda a parte. Principalmente os macacos, que ainda dominam esta região.
Juliano fez enormes mudanças em nossas terras! Aqui ele trabalha com o cultivo de soja e também cria gados. Nesta região quem produz produtos como estes, tem como recompensa um futuro promissor. As terras de Antônio é colegado com a nossa e assim os dois trabalham sempre juntos em tudo. 
Lucas por estar um pouco distante de nós e mais próximo de Cárceres, muitas vezes tem mais dificuldades em realizar os seus planos mas... Os dois, Juliano e Antônio, sempre o ajuda dando todo tipo de informação de como se deve agir e também ajudam em mãos de obras grátis. Eles gostam e admiram demais Lucas! Sao três amigos que jamais seriam inimigos. Existe um respeito enorme, um pelo outro.
Quanto a minha querida irmã Letícia... Bem, ultimamente Letícia está sendo o centro de toda a atenção. Primeiro porque no final do ano ela se forma. Conseguiu obter a láurea em direito. Quando Jovem, ela sentia vontade de estudar para ser uma decoradora, mas depois de tudo que passamos, com todas as mudanças de nossas vidas, ela decidiu fazer direito e logo pegará o diploma. Estamos todos felizes, mas o melhor de tudo não é isto... O melhor é que ela daqui a alguns meses, vai aprender respirar junto a Lucas, um respiro inexplicável... O mesmo respiro que eu e Juliano aprendemos a conhecer, ao Nascer Rafaela! Quando se respira... tudo tem cheiro de rosas! Um perfume de doçura que se transforma em um grande amor! A nossa pequena rosinha... Que com o passar do tempo, só nos dá vontade de mantê-la em nossas mãos para protegê-la de tudo que a vida possa lhe mostrar, mesmo sabendo que ela está crescendo e que um dia não vai mais precisar... Ao desabrochar não poderemos sufocá-la! Como é difícil para nós agora, pensarmos que um dia teremos de deixá-la desabrochar e ver o mundo com os seus olhos... "Vamos sempre te guiar, minha linda flor!"
Rafaela é o mistério que Deus proporcionou à mim e Juliano!

- Olívia, você está podendo falar agora?
- Sim... Acabei de chegar ao trabalho, onde você está? Pensei que te encontraria aqui.
Era a minha irmã Letícia ao telefone.
- Eu só vou poder ir mais tarde, me desculpe, não pude avisar antes. Esta noite eu tive uma noite agoniante... Muitos enjoos. Este rapazinho, antes de nascer, já está me deixando louca! Olívia, não sei como você conseguiu superar esta fase dos enjoos. Comigo, a cada dia que passa, parece que vou morrer de tão insuportável, sem falar na garganta inflamada que me deixou com febre.  Lucas se sentiu apavorado e hoje pela manhã, foi correndo buscar a mãe para ficar comigo... Estamos indo ao hospital.
- Mas e a vovó, ela ficou lá sozinha? 
- Não, claro que não! Ela foi para casa de Cornélia... Nossa, Olivia! Você nunca sabe de nada! Como pode não saber das coisas, em um lugar assim tão pequeno? 
- Como posso saber, se ninguém me avisa. Acho que tenho sempre que pedir por favor, para vocês  lembrarem de mim... Faça muita atenção e tente não se apavorar. Este período é realmente muito difícil de atravessar, mas vai correr tudo bem, eu tenho certeza! A minha maninha é muito forte, esqueceu? Letícia, eu acabei de chegar aqui, nem vi a Cornélia ainda... Quem ficou junto com a vovó? 
- Eduardo está lá com ela... Você sabe o quanto Eduardo gosta de ficar perto da vovó, não? Aquele lá vai ser contador de histórias, vai ser escritor dos grandes! 
Você já reparou o quanto ele gosta de escutar tudo que a vovó conta? Cuida dela, como se fosse um passarinho frágil! É tao belo o seu comportamento! Ele é um garoto de ouro!
Tudo que a vovó conta, ele vai escrevendo. Cornélia falou que ele tem milhões de folhas escritas, agendas recobertas de textos escritos por ele, depois que escuta histórias do passado de todos nós. Ela falou que está tudo em uma gaveta. Quem sabe se um dia, as nossas vidas vira um livro!
- Realmente, Eduardo, me surpreende com as suas escritas. Acho que ele puxou muito o jeito da mãe dele. Cornélia, sempre gostou de ler romances de todos os tipos e gosta também de escrever.
- Olívia, agora deixa eu te perguntar sobre os preparativos do almoço de domingo que falta apenas dois dias... Você já comprou os ingredientes para preparar o salpicão?
- SAL PI CÃO? Você falou sério? SAL PI CÃO? Você está louca Letícia? Eu não sei fazer isto não! O que eu estava para fazer, era comprar uma torta pronta aqui do restaurante.
- O que? Nem pensar minha irmã! Desde quando que os nossos almoços de Domingo são preparados por pessoas do restaurante? Olívia, tem que ser comida fresquíssima! Esqueceu da vovó?
- Mas quem faz tudo aqui, são os cozinheiros da Cornélia... São pessoas de confiança.
- Meu Deus! Não posso acreditar no que eu estou escutando. Nem Cornélia que vive aí nesta cozinha, traz comida para o nosso almoço do restaurante. Hoje mesmo quando liguei para ela, fiquei sabendo que junto à mamãe vão preparar o arroz, a torta salgada e o bolo para as crianças... Olívia, quando é que você vai aprender à cozinhar? Coitado do Juliano! Aposto que ele desejaria muito que você fizesse coisas deliciosas para ele.
- As coisas deliciosas que ele quer, não estão na cozinha mas, mesmo assim, eu já faço! Ele adora ovos fritos ou omelete e isto eu já sei fazer!
- Mas isto você já fazia Olívia! Estou dizendo coisas diferentes.
- Não sei porque deveria perder tempo com isto? Só nos faz engordar. Eu e Juliano comemos o essencial. Um arroz com omelete, coisinhas assim... Um frango ou peixe.
- E você sabe fazer isto?
- Claro que não! É ele quem faz! Ai, vamos mudar de assunto... Isto não nos levaria a lugar nenhum. 
Você já escolheu o nome de meu sobrinho? Não vejo a  hora de um dia poder estar com ele nos braços e vê-lo brincar com Rafaela, naquele grande jardim da casa de Cornélia! Vai ser mais uma vida para nos alegrar nos almoços de Domingo!
- Olívia, eu acho que ele vai ser preguiçoso! Ele não se movimenta muito na minha barriga... 


...Sim, eu escolhi o nome. Eu quero que ele se chame Lorenzo mas... Lucas sempre fala que queria que se chamasse Rafael. Eu não quero porque já temos Rafaela, entende. Acho que ele está concordando comigo... Vai ser Lorenzo!
Olívia, esta coisa do almoço é muito importante! Diga a Juliano para ele se preocupar com as bebidas e não esquecer do suco de abacaxi para a vovó e alguns refrigerantes. Eu vou levar um frango assado e Lucas e Antônio estão responsáveis com todas as coisas do churrasco. E você vem só para comer, já que não queremos omelete.
- Nossa, eu vou fingir que não escutei isto! Te perdoo porque você não está se sentindo bem hoje. Para mim, tudo isto que vocês inventam é um grande exagero! Depois sobra comida. 
- Eu vou ter de desligar, mas saiba que neste almoço, Lucas disse que vai contar para todo mundo, uma grande novidade. Nem para mim ele ainda falou. Ele quer falar na reunião de domingo e... Sabe o que é? É sobre Júnior. Ele disse que tem uma super novidade para contar. 
- Será o que pode ser? Falar de Júnior? Isto poderá fazer Juliano se enraivecer.
- Ele disse que não... Disse que Juliano vai gostar e muito! 
Agora vou mesmo desligar... Mamãe está te mandando um grande beijo! A gente se vê no domingo... Beijos maninha!
- Beijos.

Eu ainda tenho tanta coisa para contar...

Minha mãe Helena e minha avó Célia também estão vivendo aqui perto de nós. Juliano reformou a casa do moinho, para que as duas pudessem estar sempre perto de nós! Ali, perto delas tem: Cornélia, Antônio e Eduardo, o filho do casal.
A maior novidade, a maior mudança em tudo isto, foi...
No nosso almoço de Domingo e nos preparativos para o tal, eu vou contar tudo que aconteceu! Tudo que ainda não contei.

Autora: Aymée Campos Lucas
Capitulo 27 - Segunda parte
Aventura de Louco... Todo Mundo quer um Pouco.
Capitulo 27 - Segunda parte
Todos os direitos reservados 

Elenco musical deste capitulo:
Edvard Grieg- Morning
Tizziano Ferro - Imbranato
Avenged Sevenfold - Seize The Day
Inxs - By My Side
Midge Ure - Breathe
Mat Kearney - Breathe In Breathe Out
Beatles - In My Life
Foi preciso retirar as músicas do meu blog, pois, o programa 4 shared estava causando problemas.



Para quem desejar ler o inicio do meu livro, este é o Link:


Próximo capítulo será o capítulo final... O Almoço de Domingo. Ali estarão reunidos alguns os personagens do livro, em uma festa de despedida... Digamos que será a despedida deste meu livro!
Torno a dedicar com muito carinho todo este meu livro, aos amigos que me acompanharam e também à todos que sentiram vontade de ler alguma parte desta estória.
Dedico também à minha mãe Clymene... Ela, que é para mim o meu maior amor, a força de todos os meus dias!
Quando ao telefone, contei para a minha mãe que estava escrevendo, ela não fez outra coisa que não fosse me incentivar tanto! Quer coisa melhor do que uma mãe acreditar em um filho? Minha mãe acredita em mim! 
O que tenho a dizer é: Minha linda mãezinha, eu te amo!



4 comentários:

  1. Alô, Aymée!
    Demorou, hein?
    Mas desta vez o final não me surpreendeu, pois seria muito difícil se desse outra reviravolta...
    Eu disse o final porque um próximo capítulo terá que ser tipo "festa dos atores da novela", só para acertar detalhes e acentuar a participação de cada personagem, certo?
    Vamos aguardar...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Título do próximo capítulo, segundo minha bola de cristal de segunda mão:
    "E viveram felizes para sempre."
    Abraços, moça das histórias...

    ResponderExcluir
  3. Oi querida! Quanto tempo não venho por aqui e vi que perdi vários capítulos... ;)
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  4. Boa noite querida!
    Como vc escreve bem,me deixa impressionada esse conto que é mais que um livro,seu contexto me impressiona e muito...
    desejo que continues a escrever para nos encantar sempre...
    Bjssssssssssssss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar... A sua opinião, para mim, é muito gratificante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...