Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O que desejei... Na minha mente eu pintei!

O Sonho

Dos sonhos que desejava...
Queria ser uma bailarina
Era o que eu esperava!
Poder ver o mundo girar
Sem sair do lugar!
O Mundo seria meu,
Imaginava... Deus me deu!

Eram sonhos de juventude
Sonhos que realizar... eu não pude!
Pensava, desejava e sonhava,
Um dos sonhos de minha lista...
Eu queria ser uma artista!

Pintei na mente uma imagem 
Que mais parecia uma miragem!
E a minha mente o que fazia?
Ela idealizava... espelhava e refletia.
A minha mente para mim dizia:
- Vai bailarina! Sonha...
Tenha sonhos de fada
Não será você a não sonhar nada!
Vai bailarina... dorme e sonha...
Coloque seu rosto 
Nesta linda fronha
Sonha... sonha...
E, sonhando vai às nuvens
Com sua mente a pensar
Naquele lindo baile
Que te fará delirar!


- Vai bailarina... se veste!
Faz dela a sua fantasia
Imagina... era o que você queria.
Quando eu via... eu sorria...
Eu ali me tornava uma bailarina
Era a minha sina!
- Dança bailarina... dança!
Assim todos diziam, pediam,
Querendo me ver dançar.
Não conseguia bailar,
Mas, me sentia como uma princesa
Naquele grande Salão,
Arrebatando a multidão!

Eles me viam bela,
Como uma bailarina em uma tela...
Charmosa, insinuante, brilhante,
E a Lua me fazia radiante!
Noite de baile de fantasia
Aquele baile que eu queria...
E, desejei e via
Que o sonho de minha mente,
Iria se transformar
Numa festa de folia,
Como um carnaval
E eu estava fenomenal!

Queria realçar naquele lugar,
Havia um príncipe encantado
Imaginava que estava ali 
A me olhar... a me admirar!
Seria um dia inesquecível,
Sentir minha beleza
Com toda aquela clareza!

De repente... ninguém mais me olhava,
Nem me admirava.


- Vai Bailarina... não chora!
Não importa que toda esta gente
Te ignora...
Você ainda está sonhando
Você desejou,
Você criou,
Mas não implora!
Seja única, 
 faz somente ele te notar nesta hora.
Mostra a sua beleza,
Se transforma em princesa,
Com o seu olhar desnudo
Demonstrando desejo...
E quando ao te tocar,
Serão felizes mais que tudo! 


- Vai bailarina... sorria!
Agora você via... você sabia
Que ele distante te queria!
Aproxima... aproxima bailarina,
Não deixe este momento esquecido
Para que seu coração 
Não se sinta ferido
por viver somente em sua mente,
Um momento assim tão eloquente!

E, o que um dia desejei...
Na minha mente eu pintei...
eu memorizei...
Hoje virou história
O conto da bailarina de memoria!
Vai bailarina... escreve!
Tudo que em sua mente
Esta flutuando bem leve!

Autora: Aymée Campos Lucas

E você... o que sonhou ser? Eu queria saber!
Quem passar por aqui e ler, fale para mim o que desejou ser lá longe em seus pensamentos, quando a sua alma perdida, te pedia acalento.

8 comentários:

  1. Nossa, amiga que lindo que ficou o poema!!!

    Deve ser mágico saber escrever assim, contar uma história em versos e com rimas!!! Admiro muito o seu dom.

    Eu desconheço o nome do artista que pintou essas bailarinas e não dá para decifrar na assinatura. Alguém, provavelmente uma aluna, me mandou essas fotos. Certamente não é um artista muito conhecido.

    Mas o post ficou lindo, mil vezes parabéns!!!

    Ah! eu sempre quis ser pintora mesmo rsrs.

    Um bjo enorme, amiga!

    ResponderExcluir
  2. Aymée,

    Senti a beleza dos teus passos bailando docemente nas asas de um sonho que ganhou a forma de um poema!

    Beijos...
    AL

    ResponderExcluir
  3. O poema, Aymée, deu-me uma sensação de dança e, por pouco, não rodopiei, não como bailarina, mas como um sonhador helicoidal. Continue dançando bailarina nos oníricos palcos da vida. Dance e escreva. Escreva, bailarina, dançando como "O que desejei...Na minha mente eu pintei!" O texto ficou suave como os passos de uma dança.

    P.S: Sempre sonhei em ser inventor. Na infância, desenvolvia meus próprios brinquedos. Tornei-me engenheiro mecânico. Sou realizado.

    Beijos suaves

    ResponderExcluir
  4. Ola meus queridos amigos, Sueli, Antonio Jose e A.S. muito obrigada de coraçao por apreciar este poema, principalmente lendo a descriçao de todos voces!

    Para mim este poema é uma Delicia! Sim, proprio isto, Delicia!
    Vou contar o segredo de como eu o fiz!
    Sueli me enviou as telas por email e dali nao tirei mais da minha mente... Fui ontem 26/01 para o trabalho e começou aparecer as ideias, eu fiz um ligeiro tema do que queria porque se continuasse a escrever minha patroa me matava, ao ver que nao tinha nada limpo...(Nao estou podendo perder emprego nao!) rsrsrs

    Entao queria vir para casa para terminar, colocar em ordens os meus pensamentos, mas havia uma greve de onibus e metro e fiquei sem poder vir à casa. Assim sentei em um banco do metro, e comecei a escrever... Havia uma multidao que passava de la e de ca, por causa da greve e eu ali tranquila sentada esperando dar 15hs porque seria a hora que a greve iria parar e quando havia me sentado eram 13:40. E calmamente escrevi o poema...

    Entao me pergunto como pode ser um poema tao suave, onde a multidao nao parava de fazer barulho... A inha resposta seria: Eu ignorei todos e assim me senti nas nuvens, rsrsrs

    Beijos enormes!

    ResponderExcluir
  5. ... O poema saiu suave pq a suavidade mora em vc, está na tua alma, no teu jeito de ver o mundo e administrar a tua vida.

    Quando vc descreve seus sonhos a sensação que tenho é que os torna concretos, eles deixam de ser abstratos.

    Seu talento para escrever me emociona. + bjossssss

    ResponderExcluir
  6. Aymée...
    Escrevinhei lá que vc dizeu qui eu num leio seu conto.... Mentirinha tua viu!! Estou acompanhando sim só não comentei.... De uma zôiada em seu blog nas configurações e vê lá minha constância por aqui... minininha levada... rsss
    Ó ... Tive boas lembranças de levar minha filhota ao bale isso a poucos dias atrás + - 1998.. rsss

    Beijo de brabêza por num querditá ne EU.. rss
    Deussssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir
  7. Oi Tatto,
    Eu acredito e espero que esteje gostando.
    Acho que amanha vou postar o setimo capitulo onde falo de seus parentes Macaco Prego, rsrsrs
    Nao fica mais bravo comigo nao viu!E' muito bom ter voce aqui sempre!
    Bjus no coraçao do macaco Xipan, rsrs
    Baile de 1998 era baile dos bons! rsrs So quem pode viver um baile nesta epoca é quem sabe o quanto foi bom ter existido neh?

    ResponderExcluir
  8. Hihihihi... BalÉ ou BALÊ Minha filhotinha dançava assim como todas minininhas dessa idade.. rsrs
    Num é "BAILE" de 1998 muié .. rsrsrs
    Mas os Bailes dessa época eram bons tbém!

    Bejo de bailarino
    Tatto

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar... A sua opinião, para mim, é muito gratificante.