Os InVerSos dEnTROoo De MiM!

Seja Bem Vindo em Meu Blog!
Desejo Muito que Possa Apreciá-lo. São Textos e Poemas Escritos Por Mim.
Eu Gosto Muito de Escrever... Na Verdade, Eu Amo Escrever.



domingo, 19 de dezembro de 2010

E' Por Isto Que Eu Te Amo!


Porque Eu te amo?

Quando você esta aqui perto de mim
Eu sinto que você deseja saber
Como... Porque amo tanto este ser?
Te falo... Assim te ascendo sem fim!

Te digo sempre como que te amo
Das maneiras absurdas, abstratas
Dando forma ao que te retratas
Transformando-te... Eu sinto,eu clamo!

E' Por Isso Que Eu Te Amo!

Te amo! Eu amo quando ao me olhar,
Me faz sentir única e sublime.
Te amo sentindo viver em um filme
Ao fazer meu sorriso desabrochar!

Te amo quando ao te ver regressar
Me pede com carinho, um café...
E quando docemente toca o meu pé,
Vejo um desejo de mais alto voar!

Amo o expressar vivo de seu rosto
Malicioso, ingênuo e até nervoso
E mesmo assim você é carinhoso!

Vejo, sinto, desejo este gosto
Que sempre quando ao me aproximar,
Te faz esquecer dores ao se delirar!

Autora: Aymée Campos Lucas
Autora de um soneto imperfeito! 

Sou aprendiz da poesia!
Sou aprendiz de sonetos... 
Quero mostrar a uma amigo, que sou capaz de crescer mostrando que estudando, uma pessoa poderá sempre aprender a transformar as palavras em sentimentos, no mais singular espaço que ao sentir que na vida o aprendizado nos faz ser alguém!

Eu quero na verdade ser reconhecida como uma escritora e não somente uma poetisa... 
Quero escrever livros, muitos livros... 
Eu desejo que meus poemas se transformem em musicas.
Eu desejo que a vida traga para mim bons frutos quando ao passar meus pensamentos em uma folha, as minhas palavras façam com que cada pessoa possa sentir ou reconhecer que um dia viveu dentro de minha escrita sentimentos que dentro dela ainda existam. E se ainda não viveu, que deseje um dia poder viver algumas de minhas estoria transformando em felicidade todas as dores que estarão sentindo em um canto qualquer deste mundo!

Este soneto eu homenageio ao meu professor, o meu tutor, que através de um computador esta conseguindo transportar suas mensagens ao longo de um oceano, que mais parece apenas uma parede onde se encontra uma porta aberta me convidando para entrar para aprender, tomando um bom café no longo de um bate papo!

Esta homenagem esta sendo feita para Machado Carlos ( Machado Carlos ), um grande poeta que em um dia...  Não como um outro dia qualquer, se fez conhecer, doando carinho e afecto para mim!
Obrigado meu novo Tutor! Obrigado meu grande amigo por acreditar em mim! 
Obrigado pela sua enorme atenção! Serei uma de suas alunas preciosas e surpreendente quando ao ler meu terceiro soneto (Os outros dois estão em uma pagina de recados dele), poderá perceber que estou evoluindo!
Sou apenas uma aprendiz nesta vida que me faz feliz!

Te escrevo: Aymée Campos Lucas

9 comentários:

  1. Saiba, Aymée, que sou extremamente determinado. Eu sempre pergunto: alguém já fez isso? Se alguém já fez, eu também sou capaz de fazer. Até hoje deu certo. Vc é uma pessoa determinada e, portanto, conseguirá realizar os seus sonhos. O meu comentário sobre o seu texto já está quase concluído, portanto gostaria que, por favor, me enviasse o seu email. Beijos tropicais

    ResponderExcluir
  2. Aymée,

    Fiquei muito emocionado com o seu “post”. Por isso li-o várias vezes em voz alta para sentir tudo o que você me escreveu, principalmente ouvindo a linda canção do vídeo e, sentindo profundamente as notas musicais dedilhadas ao piano. Não sou músico, mas adoro piano. Quem sabe, um dia, poderíamos dedilhar ao piano os nossos sonetos, que por si só são chamados de sonetos por serem musicais. Em cada pensamentos transformados em palavras tem a forma musical.
    Não concordo com você quando diz que é aprendiz de poesia, uma vez que todas as vezes que nos propomos a colocar no papel, nosso sentimento, já estamos compondo uma poesia.
    Quanto aos sonetos; esta forma metrificada e rimada não pode ser apenas formas matemáticas ao escrevê-los, colocamos sempre neles, além disso os nossos sentimentos, ou seja devemos ser partícipes deles.
    Quando entrei em seu blog pela primeira vez, emocionei-me com o seu semblante e as palavras colocadas nas páginas. Pensei comigo: - que bom que ganhei uma grande amiga! Jovem, bela! E com um olhar carismático!
    Você pode considerar-se grande! Uma grande escritora, pois quem escreve versos e mais versos já é considerada uma escritora.
    É sempre bom escrever livros, eu sei, você tem esta energia para fazer vários livros; livros poéticos, um romance, etc. Creio em você!
    Quando ouvimos uma bela canção orquestrada, paramos para meditar e, chegamos à conclusão de que aquela música nasceu de um poema, que depois de cantado e reconhecido passou pelas mãos dos arranjadores musicais e o poema passou a ser uma música que docemente nos envolve. Então seus poemas, de antemão já são músicas.
    Adorei o seu soneto! É por aí mesmo, siga à frente, você terá grandes frutos. E como é bom receber um soneto de presente, guardarei o seu soneto a sete chaves e dentro do coração!
    Ainda bem que existe a Internet! Através dela ultrapassamos as barreiras dos Oceanos e, podemos trocar, carinhosamente nossas mensagens! ... E quantos e quantos cafés ainda vamos degustar juntos!
    Obrigado, mais uma vez, querida Aymée por esta grande homenagem!
    Em suma; todos nós somos aprendizes, por isso nos encontramos, mesmo através dos blogs.
    Um grande abraço, querida Amiga!
    Beijos!...

    ResponderExcluir
  3. Voltei para dizer-lhe: "Olá!".

    Um Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  4. QUERIDÍSSIMOS AMIGOS!!!

    Neste final de ano quero desejar a todos vocês uma paz imensa! Saúde transbordante! Dias inundados de conquistas! E um oceano de felicidade!

    Obrigada pelas visitas, doces palavras e todo o carinho a mim dedicados nesses meus oito meses de vida blogueira!

    Vocês fizeram mais do que enfeitar os meus blogs, fizeram toda a diferença na minha vida!

    Amo vocês!
    Sueli Gallacci.

    ResponderExcluir
  5. Querida Aymée :)
    Eu vim aqui, li sua poesia e estava com um comentário na mente pra fazer. Mas me distrai quando meus pais conversavam na sala me comparando com as filhas da minha tia. Odeio ser comparado ¬¬'

    Enfim...
    Adorei!
    Você transmite tanto sentimento nas suas palavras cara. É incrível.
    Quando comecei a seguir o seu blog, pensava que seria só mais um blog de poesias perdido na minha lista... mas com o tempo mudei totalmente de ideia. Hoje tenho aqui como um blog de referência quando o assunto é sentimento e poesia. Você é demais.

    Gostei muito de saber que o amor que você sente se faz forte por meio das coisas simples como um pedido de café com carinho ou um toque delicado no seus pés.

    Percebo uma evolução gigantesca a cada novo post aqui no blog. Quando publicar seus livros avisa aqui, eu vou gostar muito de adquirir um exemplar ^^

    ---

    Eu tava no twitter e ouvi falar de uma atriz, muito famosa aqui no Brasil. O nome dela é Malu Mader... a semelhança entre vocês é incrível. Eu sabia que já tinha visto esse rosto em algum lugar, só não lembrava onde. Agora eu sei. HEHE.
    Lembrei de você na hora e vim correndo visitar seu blog.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  6. Aymée-Amada, sua aprendizagem tem sido demonstrada continuamente em seus escritos, cada dia melhores, nos quais percebemos a bela transformação das palavras em sentimentos.
    Em Tempo: Gostei muito da leitura crítica que tem feito aos segmentos de "Parabólicas e Mandacarus". Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  7. Aymée,

    Quero Pousar! – Um belíssimo soneto que tomarei cuidado e, guardá-lo-ei em minha caixinha de Pandora. Realmente você escreve com um sentimento incrível. Fez-me lembrar do Filme Sociedade dos Poetas Mortos; - naquele momento em que o professor apaga todas as normas da poesia para ensinar o poema livre; aquele sem normas e que vêm do coração.
    Eu gosto muito de escrever em decassílabos e alexandrinos, não porque a norma ensina assim, mas porque sinto tudo aquilo que escrevo. Assim como admiro Chico Buarque de Hollanda que escreve seus versos e músicas, tudo seguindo a regra culta, usando sete ou oito sílabas poéticas.
    Quanto ao inglês, lembramos sempre de William Shakespeare que escreveu 154 sonetos, todos em decassílabos. Mas para entendê-los eu teria que dominar esta língua.
    Quanto à Língua Portuguesa, admiro muito a poetisa Florbela Espanca, que escreveu coisas maravilhosas, apesar de ser um trabalho mais voltado as depressões em que ela passa, pois tentou dois suicídios e morreu na terceira tentativa, mas seus poemas são incríveis.
    Quanto às tais regras, podemos sim ultrapassar alguma coisa, assim como permitem as licenças poéticas.
    Ainda falando do teor do seu soneto “Quero Pousar!” você acertou em tudo, pois vi em seu cantinho tudo o que me emociona e, de vez em quando, nem digo “Olá” apenas lhe faço uma visita e fico meio sem jeito de escrever alguma coisa. (Risos!...).
    Adorei o vídeo do Youtube, pois admiro muito os sons das guitarras, assim como admiro também o “Blues”. Sou fã de BB King.
    Sempre gosto das coisas que você escreve!
    Escreva sempre, tá?
    Beijos!...

    ResponderExcluir
  8. Enviei, Aymée, para o seu email, as minhas sugestões. Sinta-se, caso acredite em mim, à vontade para fazer questionamentos. Beijos tropicais

    ResponderExcluir
  9. Natal, Novo Ano
    ¨¨¨@
    ¨¨@*@
    ¨@@*@@
    ¨¨¨¨@
    Desejo a você feliz 2011, um ano de muito sucesso, 12 meses de muita saúde, 62 semanas de muitas alegrias e coragem, 365 dias de muita sorte, 8760 horas repletas de amor e paz.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar... A sua opinião, para mim, é muito gratificante.